quinta-feira, maio 01, 2014

auditoria interna na diabetes

auditoria interna na diabetes

Auditoria interna na diabetes com recurso ao SAM/ SAPE.

Plano de acompanhamento interno da Diabetes para melhorar o seguimento dos diabéticos tipo 2, prevenir a incidência de diabetes tipo 2 e implementar processos de melhoria contínua de qualidade nas unidades de saúde. Os critérios a monitorizar são os seguintes:

1- % de inscritos com diagnóstico de Diabetes tipo 2, com vigilância na unidade (2011.002.05) (NOC 2/2011)

2- % de diabéticos vigiados com registo de risco de ulceração do pé (2011.005.01) (NOC5/2011)

3- % diabéticos vigiados com registo de TA <130/80 (2011.001.02) (NOC 1/2011)

4- % diabéticos com prescrição exclusiva de metformina (2011.001.02) (NOC 1/2011)

5- % diabéticos com HbA1c >8% (2011.033.04) (NOC 33/2011)

6- % utentes com idade > 45 anos, com registo de avaliação de risco de desenvolver diabetes a 10 anos (PNPCD)

Os indicadores da diabetes mais comuns na avaliação das USF e UCSP:

- % de diabéticos, com pelo menos, duas HbA1C, registadas no ano, em diferentes semestres

- % de diabéticos com, pelos menos, um exame aos pés registado no ano

- % de diabéticos abrangida pela consulta de diabetes

- % de diabéticos com registo de 1 microalbuminúria no ultimo ano

- Rácio entre a despesa faturada com inibidores DPP-4 e faturada com antidiabéticos orais


Metodologia:

Avaliação inicial

Análise dos resultados e implementação de medidas corretoras

Segunda avaliação (6 meses depois)

Análise dos resultados e implementação de medidas corretoras

Apresentação dos resultados (1 ano depois)


Medidas corretoras:

- Conferir diabéticos sem avaliação do risco de úlcera do pé (lista de diabéticos, por enfermeiro de família, conferir a avaliação inicial (vigilância) individualmente, definir novas intervenções em diabéticos sem risco calculado ou observação dos pés – intervenções – Vigiar pés e Monitorizar risco de úlcera do pé.)

- Aumentar em 20 % o número de diabéticos insulinotratados, com HbA1C > 8,0%

- Aumentar em 20 % o número de diabéticos com uso exclusivo de metformoina

- Avaliar o risco de diabetes tipo 2 em todos os utentes entre os 45 e 55 anos (lista de utentes por médico, definir intervenção, em todos os utentes não diabéticos, Monitorizar risco de diabetes tipo 2)

Fontes bibliográficas
Programa Nacional de Diabetes - dgs.pt
Share This