quinta-feira, maio 31, 2018

Estudo - Prevenção das infecções urinárias nos cuidados saúde primários

Estudo - Prevenção das infecções urinárias nos cuidados saúde primários


No dia 18 de maio de 2018, acabei participando, com um grupo de colegas do serviço, no Concurso de Posters das Jornadas de Enfermagem de Urologia do Centro Hospitalar Tondela Viseu, com um poster sobre um pequeno estudo em que eram analisados alguns feixes da Norma nº 019/2015 da DGS, o poster acabou por ganhar o concurso... confira o resumo:

Título
Prevenção das infecções urinárias nos cuidados saúde primários

Autores
Ana Maria Ribeiro Cardoso (Enfª UCC Tondela)
Ana Margarida Silva (Enfª USF Tondela)
Carlos Edgar (Enf. USF Tondela)
Fernando António Figueiredo Andrade (Enf. USF Tondela)
Ana Raquel Borges Horta Pinto (Enfª UCC Tondela)

Introdução: Os números associados aos casos de infecção urinária (IU) devido ao uso dos cateteres urinários são alarmantes, surgiu a necessidade de avaliar se existia evidência da implementação dos 3 feixes de intervenção da Norma nº 019/2015 da DGS (feixes C, D e E). Estando intimamente relacionados com o conhecimento da pessoa algaliada, família e cuidadores assumindo estes um papel fundamental os Cuidados de Saúde Primários.

Objectivos do estudo: 
  • efectuar o diagnóstico da situação; 
  • monitorizar a implementação dos 3 feixes de intervenção pelos cuidadores; 
  • identificar fatores de risco para prevenir as infecções urinárias associadas ao cateter vesical; 
  • promover o conhecimento dos participantes no estudo; 
  • promover a reflexão junto dos profissionais de saúde sobre a importância do cumprimento dos 3 feixes monitorizados. 

Participantes/ amostra: 15 cuidadores de 15 utentes com cateterismo vesical, sujeitos à implementação dos 3 feixes de actuação por parte dos mesmo. Em contexto domiciliário, com idade média de 71 anos, algaliados à mais de 5 anos, tendo como a razão necessária do cateterismo vesical a retenção urinária e alteração da integridade cutânea perineal/ sacro coccígea.

Metodologia: Estudo realizado entre outubro de 2017 e março de 2018 através de entrevista presencial tendo como base as recomendações internacionais relativas à manutenção do cateter urinário. Os dados obtidos foram tratados estatisticamente em programa Excel.

Discussão/ conclusão: Os resultados obtidos revelam que 80% cumpre a técnica limpa, 73,3% desconhece se a higiene diária do meato é realizada, 100% mantém o saco colector abaixo do nível da bexiga e 100 % não esvazia o saco colector quando este atinge 2/3 da sua capacidade.

Em relação aos 20% da amostra que não cumpre a técnica limpa, esta diz respeito aos cuidadores representados por família, que serão alvo de acções de educação para a saúde (teórica e práticas) e fornecimento de material necessário para a execução de técnica.

O desconhecimento de 73,3% da amostra, sobre se era realizada a higiene diária do meato julgamos ser justificado pelo facto de 80% dos doentes com cateter vesical ser alvo de intervenção por parte das IPSS. O que revela a necessidade emergente de promover uma comunicação e uma relação mais estreita entre os cuidadores.

Da amostra 100% mantém constantemente o saco colector abaixo do nível da bexiga e 100% não esvazia o saco colector quando este atinge ⅔ da sua capacidade. O facto de 100% da amostra manter o saco colector constantemente abaixo do nível da bexiga justifica-se pelo facto de um grande número da amostra realizar o procedimento de uma forma empírica, o que revela a necessidade de fundamentar a importância deste procedimento na prevenção das infecções urinárias. O não esvaziamento do saco colector quando atinge os ⅔ de capacidade levanta a necessidade de algumas medidas correctivas e informativas por parte dos profissionais de saúde, medidas estas que podem passar por o fornecimento de um kit, com material informativo e sacos colectores com marca nos ⅔ de capacidade.

Referência bibliográficas

Centers for Disease Control and Prevention. Healthcare Infection Control Practices Advisory Committee Updating the Guideline Methodology of the Healthcare Infection Control Practices Advisory Committee (HICPAC). Available from https://www.cdc.gov/infectioncontrol/pdf/guidelines/cauti-guidelines.pdf 

Health Protection Scotland. National Health Services Scotland. Compendium of Health Care Associated Infection Guidance. http://www.hps.scot.nhs.uk/resourcedocument.aspx?id=4089 

Norma nº019/2015 de 15/12/2015 actualizada a 30/05/2017. Direcção Geral de Saúde. Disponível em https://www.dgs.pt/directrizes-da-dgs/normas-e-circulares-normativas/norma-n-0192015-de-15122015-pdf.aspx

Estudo - Prevenção das infecções urinárias nos cuidados saúde primários
Share This